domingo, 31 de agosto de 2008

Invasão britânica em Bordeaux

Pode haver algo mais francês do que um vinho de Bordeaux? Embora o vinho feito no Chateau du Seuil seja típico da região, os produres não são. Em 2001, Nicola Allison mudou-se, com seu marido Sean, para um vilarejo distante 35km de Bordeaux, onde adquiriu o chateau do século 19.

"Você não entra nesse negócio se quiser fazer dinheiro.", diz Nicola. "É a escolha por um estilo de vida, mas que você trabalha duro para manter.", completa.

Apesar dos Allisons serem os únicos britânicos no vilarejo, eles estão longe de ser os únicos imigrantes britânicos em Bordeaux. Gavin e Angela Quinney estão fazendo vinhos no Chateau Bauduc(foto) em Créon (Entre-deux-Mers) desde 1999 e agora são fornecedores de Gordon Ramsay (aquele chef que protagonizou Hell´s Kitchen, entre outros programas no canal GNT e dono de restaurantes estrelados no guia Michelin).

Anna e Andrew Barwick alugaram o luxuoso Chateau Rigaud perto de St Emilion e Welshman Alan Jones produz caviar d'Aquitaine perto de St-Fort-sur-Gironde. E há muitos outros exemplos dessa verdadeira invasão inglesa, que tem uma origem histórica. Após o casamento de Henrique II com Eleanor de Aquitaine, Bordeaux ficou sobre o mando inglês entre 1152 e 1453.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Vinho pode afetar os dentes

Dentistas australianos estão preocupados com a corrosão nos dentes ligada ao fato de se beber vinho. Rodney Geelan, presidente da Australian Dental Association disse que as pessoas não sabem que, ao beberem uma taça de vinho tinto ou branco, podem estar danificando seus dentes. A acidez do vinho ataca o esmalte dos dentes. Geelan também disse que, geralmente, as pessoas que consomem muito vinho são afetadas, o que não ocorre com quem bebe apenas uma taça com o jantar.

Mas há maneiras de reduzir os riscos. "Quando você consome qualquer coisa ácida, é importante esperar pelo menos duas horas antes de escovar os dentes. O ácido vai quase que imediatamente começar a 'comer' os seus dentes e a escovação pode tirar muito esmalte.", explicou Geelan.

Fazer um bochecho com água após beber o vinho ou consumir queijo durante a degustação também pode ajudar. O queijo neutraliza parte da acidez do vinho.

Fonte: www.news.com.au - Radiografia: wonderferret

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Novidades!

Hoje fiz duas inclusões no blog. E elas estão na coluna à direita das postagens.

A primeira delas é uma enquete, sugerida pelo dileto amigo Iran, para saber o que os leitores acham de um determinado vinho. Dê sua opinião!!!

E diante da boa receptividade dos leitores quanto ao "Jogo do Vinho" e ao "Quiz sobre vinho", ambos da Berry Bros. & Rudd, resolvi colocar links permanentes desses dois testes para o seu Wine Knowledge. Eles estão logo abaixo do player.

Foto: Thomas Edwards



Granizo atinge vinhedos em Montalcino

Como se não bastassem os recentes escândalos, granizo e ventos de 100km/h atingiram muitos vinhedos em Montalcino, região produtora do famoso "Brunello di Montalcino". Produtores de toda a região foram atingidos, sendo que o vilarejo de Sant'Angelo recebeu a parte mais densa da tempestade, no último dia 15. Nesse vilarejo estão alguns dos maiores produtores, incluindo Tenuta Il Poggione, que perdeu 35% da produção.

Francesco Marone Cinzano, proprietário de Col d'Orcia, disse que essa foi a pior tempestade em Montalcino em décadas. "A tempestade foi incomum tanto pela extensão como pela força. Normalmente, granizo atinge pequenas porções da produção, mas desta vez atingiu tudo no caminho entre Sant'Angelo e Mt Amiata", conta o produtor, que também relatou ser difícil avaliar os danos neste momento. Enquanto alguns produtores perderam tudo, outros viram 20% de seus vinhedos atingidos.

Fonte: http://www.decanter.com/ - Foto: Robert S. Donovan

terça-feira, 26 de agosto de 2008

"Corrida" de vinhos na Hungria!!!

O "Rali da Rota de Vinhos Húngaros" ("Magyar Borok Útja Rali") deve acontecer pela 13ª vez. O objetivo do evento, realizado anualmente, é popularizar os vinhos húngaros assim como seus tesouros culturais, além da gastronomia e das atrações turísticas do país.

Como em anos anteriores, atletas, músicos, atores, empresários e políticos locais participarão da corrida com carros Audi TT e TTS, com 160 até 270 cavalos de potência. O programa deve incluir competições de pilotagem, além de outras disputas "divertidas".

Nova pesquisa mostra crescimento do vinho "rosé" na Inglaterra

A popularidade do vinho rosé está em alta na Inglaterra. O trabalho, encomendado pela Wine and Spirit Trade Association (WSTA), entrevistou 1.000 consumidores regulares de vinho e revelou um aumento de quase 60% em 3 anos. Os números passaram de menos de 4 em 10 apreciadores que disseram beber vinho rosé em 2005, para algo em torno de 6 em 10.

O vinho branco continua sendo o tipo mais popular entre os ingleses.

A pesquisa também mostrou que 43% dos consumidores de vinho disseram que estão bebendo mais do que bebiam há 3 anos. A variedade da uva é amplamente apontada como o mais importante fator no momento da compra do vinho.

Fonte: http://www.talkingdrinks.com/ - Foto: Lindsey T

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Queda de 13% no Douro

Este não deve ser um bom ano para os produtores do Douro. A previsão para a colheita deste ano é de que haja uma redução de 13% na produção de vinho. Em alguns casos, determinadas vinícolas da região demarcada portuguesa podem ter uma redução entre 30% e 40%.

As condições meteológicas não ajudaram, seja pelos índices pluviométricos, seja pelas temperaturas.

Uma conjugação de fatores infelizes provocou o atraso da floração, bem como doença nas vinhas.

Fonte: http://radioclube.clix.pt/ Foto: Bernt Rostad

sábado, 23 de agosto de 2008

A polêmica envolvendo a Wine Spectator

A renomada revista Wine Spectator (WS) virou assunto nos últimos dias. E não foi por um bom motivo. A revista, que divulga uma lista de restaurantes "premiados" - Wine Spectator Award of Excellence, incluiu nessa lista um restaurante fictício! Isso mesmo! Um restaurante que sequer existe foi agraciado com a honraria! A questão teve repercussão mundo afora.

O amigo Oscar Daudt, atento a toda essa questão, publicou a notícia em seu site. Oscar também "dissecou" as justificativas da Wine Spectator. Veja os detalhes em http://www.enoeventos.com.br/, nos tópicos relativos ao vexame da WS.

Foto: Southern Foodways Alliance

Água ácida...

Sempre que bebo vinho, procuro beber muita água, evitando consequências desagradáveis no dia seguinte. Costumo acompanhar o vinho com água gaseificada ou gasosa natural.

Há alguns dias, vi um amigo olhando o rótulo da garrafa de água e perguntei-lhe o porquê. Ele me disse que, por sofrer de gastrite, sempre olhava o PH da água, pois muitas são ácidas (PH menor que 7) e, portanto, inadequadas para ele. A água, digamos, neutra tem PH igual a 7 e, se for maior que isso, é básica.

Confesso que nunca havia notado esse detalhe. Daí em diante, mesmo não sofrendo de gastrite, passei a reparar nisso e percebi que, ao menos aqui em Brasília, boa parte das águas vendidas são ácidas. E não adianta optar por uma ou outra marca. Vi a mesma marca oferecer águas com PH menor que 5 e maior que 8. Naturalmente, tudo depende da fonte.

Logo, se você tem problemas gástricos, fique atento!

Foto: Bryan Furnace

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Merlove: a "redenção" da merlot num filme!!!

Você se lembra do filme Sideways, de 2004?

"Merlove", um documentário adornado com animações, é uma resposta ao "faniquito" de Miles (o protagonista de Sideways) contra a uva merlot.

O filme traz entrevistas com produtores norte-americanos e franceses de vinhos elaborados com merlot, com destaque para Jean Claude Berrouet, que se aposentou como enólogo do lendário Chateau Petrus no fim de 2007. As cenas, ao menos as que se pode ver nos trailers abaixo, trazem eloquentes defesas da merlot. Uma sequência de animação é utilizada para contar "história" de uma uma pequena garrafa de vinho chamada "Merlove".

A primeira exibição do filme ocorreu na cidade de Copia, em Napa, Califórnia e deve se repetir em setembro, quando o filme deve ser distribuído nos EUA.

Por falta de um, o filme já tem dois trailers:






Fonte: http://www.chicagotribune.com/

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

1001 vinhos que você deve provar antes de morrer...

Você já deve ter visto livros do tipo "1000 lugares para conhecer antes de morrer". Pois é! Agora os apreciadores da bebida de Baco têm a sua versão.

Será lançado, no dia 9 de setembro, o livro "1001 Wines You Must Taste Before You Die", com 960 páginas, que compila contribuições de 44 notáveis especialistas em vinho, incluindo Hugh Johnson e Tom Stevenson.

Há 4 seções principais: espumantes, brancos, tintos e fortificados, com uma ampla seleção internacional de vinhos - de grand crus da Borgonha a Cabernet Sauvignons da Califórnia, listados alfabeticamente, por produtor.

O livro, editado por Neil Beckett, deve custar US$36,95 nos EUA. Mas a Amazon está com uma pré-venda a US$24,39. Um belo desconto de 34%!!!

Viña Carmen adota garrafas "ecológicas"

Viña Carmen é a primeira vinícola sul-americana a aderir às iniciativas ambientais do WRAP(Waste and Resources Action Programme).

A vinícola chilena utilizará garrafas de vidro mais leves, com redução de 489 para 420 gramas. Essa diferença de aproximadamente 15% resultará na economia de mais de 343 toneladas de vidro ao ano. Com isso, os produtores esperam reduzir as emissões de carbono, com a diminuição do consumo de energia, de insumos e, ainda, de tratamento de lixo. Estima-se que a redução atinja 1485 toneladas de CO2 ao ano, o que equivale às emissões de 500 carros.

Fonte/Logotipo: http://www.prweb.com/

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Garrafa de Penfolds vendida por 46.700 dólares em leilão

Uma garrafa de vinho Penfolds Bin 1 Grange, da safra 1951, foi leiloada em Melbourne e atingiu o valor de 46.700 dólares americanos, o maior preço pago por uma garrafa de vinho de 750ml feito na Austrália. O vinho foi elaborado com uvas Shiraz e nunca chegou a ser comercializado. A garrafa que foi a leilão é oriunda da adega pessoal do enólogo responsável pela produção do vinho, Max Schubert, que faleceu em 1994.

A safra de 1951 é vista por alguns como o marco inicial da indústria moderna de vinhos australiana.

Não foram divulgados os nomes do vendedor e do comprador, mas apenas que o vinho permanecerá na Austrália. O leilão atraiu, ainda, compradores da Ásia, dos EUA e da Europa.

Fonte: http://www.bloomberg.com - Foto: Mike DelGaudio

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Hong Kong e França

Hong Kong e França assinaram protocolo de intenções de cooperação sobre o comércio de vinho, na última terça-feira. O documento foi assinado pela secretária de comércio e desenvolvimento econômico de Hong Kong, Rita Lau e pelo ministro francês da agricultura, Michel Barnier.

Esse é o primeiro documento do gênero assinado por Hong Kong, pelo qua pretende facilitar o comércio e a promoção do vinho, com trocas de experiências no ramo, inclusive acerca da educação sobre a bebida. Também se pretende estimular o enoturismo, além de ações alfandegárias conjuntas para combater a falsificação de vinhos.

No ano de 2007, a França foi o maior exportador de vinhos para Hong Kong, com algo em torno de 30% do mercado, em volume. Se for considerado o valor, o percentual pula para 57%, com um aumento de 108% em relação a 2006.
Hong Kong pretende se tornar o hub de distribução de vinhos para a Ásia. Para isso, quer aprender com os franceses a expertise no ramo.

Fonte: http://news.xinhuanet.com/ - Foto: Laszlo Ilyes

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Governo húngaro empenha-se na proteção do Tokaji

Segundo o porta-voz do governo húngaro, David Daroczi, a intenção é impedir que vinicultores italianos e eslovacos usem o nome "Tokaji". Alguns produtores italianos insistem em utilizar a denominação "Tocai", apesar da proibição imposta pela União Européia(UE) em 31 de março do ano passado.

A Hungria questionou tanto a Itália como a Comissão Européia acerca das providências que estão sendo tomadas para impedir os vinicultores de usarem o nome. Se não houver resultados convincentes, os húngaros devem ir aos tribunais, segundo Daroczi.

O problema com a Eslováquia consiste no fato de que os produtores de lá não têm respeitado as restrições sobre a área de produção do vinho. Parte da região de vinhos Tokaji fica em terras eslovacas e, segundo a regulamentação da UE, somente vinhos produzidos na área em uma área de 565.2 hectares podem ostentar o nome "Tokajska".

Fonte: http://www.realdeal.hu/ - Foto: Naotake Murayama

sábado, 16 de agosto de 2008

Tampa de vidro

Há alguns dias abri um vinho italiano, o Scaia Rossa IGT 2007, da Tenuta Sant´Antonio. O vinho, elaborado unicamente com a casta Corvina, é bem simples, porém honesto.

Mas o que me surpreendeu mesmo foi que, ao cortar a cápsula prateada, deparei-me com uma tampa preta, em alumínio. Quando tirei a tampa de alumínio, ali estava uma outra tampa, agora de vidro. Ao tirá-la (houve uma certa dificuldade, devido à pressão), vi que essa tampa possui uma pequeno anel plástico de vedação. Achei curioso, pois nunca tinho visto nada do gênero. Veja as fotos (você também vai notar que eu não tenho a menor intimidade com câmeras fotográficas ou com softwares editores de imagem):

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Executivos europeus preferem vinho!

A 17ª edição do UPS Europe Business Monitor revelou que os executivos tem preferência pelo vinho, ficando a cerveja na segunda colocação.

Foram entrevistados 1.451 executivos "top" de sete países.

O vinho leva vantagem sobre a cerveja e outras bebidas em todos os países, mas as maiores diferenças estão na França e na Itália, em que os índices de preferência pela bebida de Baco chegam a 82% e 81%, respectivamente. Na Bélgica, o índice é de 72%, enquanto na Holanda é de 70% e, no Reino Unido, 67%. Estes três países superam a Espanha (66%), que tem maior tradição vinícola do que eles. O estudo ainda revelou que 29% dos executivos espanhóis preferem cerveja. Neste quesito, apenas os alemães os superam, com 31%.

Fonte: Agência Financeira - Foto: Jenny Downing

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Quiz sobre vinho!!!

Se você gostou do jogo do vinho da Berry Bros. & Rudd, vai gostar desse quiz sobre vinho, da mesma empresa com experiência tricentenária no ramo de venda de vinhos!

Clique aqui e responda às perguntas. Se você achar que as perguntas estão muito difíceis, opte, após abrir o jogo, por "easier". Se estiverem muito fáceis, a sua opção deve ser "harder". Se o nível estiver bom, é só responder as questões e ver o resultado! Tudo em inglês...

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Consumidores dos EUA gostam de Riesling, apesar da confusão...

Mesmo com o consumo de vinhos feitos com a uva Riesling ter subido nos EUA (aumento de 23%, em volume, no ano de 2007), um novo relatório focado no mercado da Riesling revela que mesmo pessoas teoricamente esclarecidas sobre o tema naquele país fazem confusão acerca da cepa por causa da diversidade de estilos de vinho.

A pesquisa, feita pelo Wine Opinions para a International Riesling Foundation (IRF) com 800 pessoas, descobriu que apenas 28% delas sabiam que a uva resulta em vinho de diferentes estilos, enquanto 45% acreditavam que de Riesling só se faz vinhos doces. Somente 8% disseram que bebem vinhos oriundos da uva objeto da pesquisa ao menos uma vez por semana, contra os 22% da Chardonnay. A maioria, 56%, disseram que raramente ou nunca bebem Riesling.

Esse resultado é um desafio para a IRF, entidade criada recentemente, que espera, em breve, disponibilizar uma escala de doçura nos rótulos, de modo a orientar os consumidores. A idéia é colocar um gráfico, no formato de um termômetro, que vá desde seco até suave.
Fonte: Wine Business International - Foto: Mary Witzig

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Serviço do vinho na Copa de 2010

Os sul-africanos estão preocupados com o serviço do vinho durante a Copa do Mundo de futebol, a ser realizada em 2010 naquele país.

A entidade chamada Wines of South Africa (WOSA), que promove os vinhos da África do Sul mundo afora, pretende treinar 2010 garçons, que receberão noções sobre vinho, possibilitando-lhes conhecer os vinhos que servirão em restaurantes e hotéis, além de mostrar as qualidades do vinho local.

Será que teremos uma iniciativa semelhante aqui no Brasil, para a Copa de 2014?
Fonte: Wine Business International - Foto: Sara Atkins

domingo, 10 de agosto de 2008

Vinhos "caninos" por uma boa causa!

"Beba bom vinho e salve bons animais" - Esse é o slogan estampado no rótulo dos vinhos da Canine Wines, de Napa Valley, na Califórnia.

A empresa, cujos donos são apaixonados por cachorros e estampam seus rótulos com fotos de animais recolhidos a abrigos, doa 5 dólares por garrafa vendida, além de 10% de suas vendas, a entidades de proteção e abrigo de animais. A vinícola ainda doa vinhos a eventos beneficentes que visem arrecadar fundos para a causa. Somando-se as doações em dinheiro e em vinho, a Canine Wines já doou 16 mil dólares, em dois anos.
Fonte/Foto: Tri-Valley Herald

sábado, 9 de agosto de 2008

Produtores de Jerez sob investigação

A "Comisión Nacional de la Competencia - CNC", órgão espanhol equivalente ao CADE no Brasil, abriu uma investigação envolvendo 7 produtores de Jerez: Wiliams & Humbert, Gonzáles Byass, Lustau, Bellavista, Mateos, Estévez e Barbadillo. A associação FEDEJEREZ, que congrega produtores da bebida, também é alvo das investigações. As suspeitas são relativas a manipulação do mercado e combinação de preços.

Num informativo, contudo, a CNC deixou claro que as buscas realizadas nas adegas em julho, como parte das investigações, não significam que alguma das companhias seja culpada. As autoridades apenas começaram a verificar os documentos. Se alguém for considerado culpado, será severamente punido.

Fonte: Wine Business International - Foto: viZZZual

Três diferentes tipos de vinho encontrados na tumba de rei egípcio

Os mesmos pequisadores espanhóis que encontraram, em 2004, vestígios de vinho na tumba do rei Tutankamon, descobriram agora que ali há restos de três tipos de vinho, em ânforas. Um tinto, um branco e um chamado de "shedeh", um vinho doce e tinto, mais elaborado.

A relevância da descoberta reside em se determinar que os egípicios já faziam vinhos brancos 1.500 anos antes do que se imaginava até então.
Fonte: LusoWine - Foto: gloria_euyoque

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Viña Casablanca

No último dia 5, fui um dos privilegiados que compareceram ao jantar harmonizado com vinhos da vinícola Viña Casablanca, do Chile, oferecido pela importadora Casa Flora, num belo restaurante em Copacabana, no Rio. O evento, que contou com a condução da belíssima enóloga chilena Magdalena Soza (foto), foi memorável!

Os vinhos:

Nimbus Sauvignon Blanc 2006 e 2008
Nimbus Gewürztraminer 2005
Nimbus Merlot 2005
Nimbus Pinot Noir Single Vineyard 2007
El Bosque Winemaker's Choice Syrah 2005
Neblus 2002
Santa Carolina Sauvignon Blanc Late Harvest 2006

O jantar harmonizado teve ainda a cobertura completa do site Enoeventos. Confira clicando aqui!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Grand Cru x Mistral

Oscar Daudt, dileto amigo, responsável pelo indispensável site Enoeventos fez mais um comparativo realmente muito interessante!

Ele notou que alguns vinhos presentes no catálogo da Mistral também estavam no catálogo da Grand Cru. Oscar, autor de um belo trabalho que trouxe uma comparação entre os preços praticados pelas importadoras brasileiras, prestou mais um serviço a nós, os consumidores de vinho, realizando um comparativo entre a Mistral e a Grand Cru, agora com o diferencial de a comparação ser feita entre os mesmos vinhos, inclusive com as mesmas safras.
Confira os detalhes desta nova pesquisa clicando aqui.
Foto: CristinaT

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Rolhas de cortiça e o desenvolvimento sustentável

É justamente num país como a Austrália, onde nada menos que 60% dos vinhos são vedados com tampa de rosca, que a empresa líder em produção de rolhas de cortiça, a Corticeira Amorim faz uma campanha de divulgação das qualidades ambientais das florestas de sobreiro, assim como dos produtos obtidos da cortiça.

Kym Wilsdon, gerente geral da empresa portuguesa na Austrália, explica que “a rolha natural é o único vedante de vinho que é realmente ecologicamente amigável - renovável, reciclável e biodegradável, ela também tem um papel importante na retenção de dióxido de carbono."

“Muitas pessoas pensam que os sobreiros são derrubados para produzir rolhas, mas não é o caso e esse é um mito que estamos preparados para desfazer."

Eles lançaram até uma campanha chamada "SAVE MIGUEL". Quer saber quem é Miguel??? Descubra vendo o vídeo:




Fonte: Wine Daily News - Foto: Neeta Lind

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

"Língua" eletrônica identifica variedades e safras

Fraudes, infelizmente, acontecem no mundo do vinho. A recente celeuma envolvendo os famosos vinhos de Brunello di Montalcino mostra que ninguém está livre disso!

Há alguns anos, houve um derrame de champagne Veuve Clicquot aqui no Brasil que eram, na verdade, espumante Salton.

Para combater esse tipo de fraude, com mais facilidade, pesquisadores espanhóis desevolveram uma "língua" eletrônica que, por meio de seis sensores, identifica qual uva foi utilizada na produção do vinho, além de sua safra.

O aparelho, que é portátil, pode ser "treinado" para identificar determinados tipos de uva.

Uma alternativa rápida e prática aos exames laboratoriais no combate às fraudes!
Fonte: Sciencydaily - Foto: Giovanni

domingo, 3 de agosto de 2008

Visite Bordeaux com direito a helicóptero e a Rolls Royce

Conhecida por seus grandes vinhos, chateaux suntuosos e proprietários de vinícolas aristocráticos, Bordeaux, entranhamente, não tem oferecido muitas opções para o turismo de luxo. Mas isso vai mudar!

"Não se faz o necessário para o mercado de turismo de alta classe. Todos em Bordeaux pensam que as pessoas esperam por seus vinhos de joelhos, mas, hoje em dia, excelentes vinhos são produzidos em todo o mundo." disse o bilionário produtor de vinho em Bordeaux, Bernard Magrez que, achando que não há luxo suficiente para o seu gosto, decidiu abrir sua própria agência de turismo. A partir de setembro, quando inaugura oficialmente sua agência, Magrez oferecerá pequenas estadias em 4 dos seus 18 chateaux, com direito a helicóptero e a Rolls Royce para um tour pela região.

O preço, naturalmente, não é nada camarada... começa em 2.000 euros por pessoa, para um período de 2 dias, com uma pernoite. Por essa bagatela, você vai jantar em um dos chateaux com um integrante da família, participará de uma degustação de vinhos raros e terá um concerto musical particular. Você ainda pode ter um curso de culinária com um chef renomado ou, se preferir, presenciará um wine blending com ninguém menos que Michel Rolland. Essas são algumas das opções que Magrez oferecerá a ricos apreciadores de vinho ou, simplesmente, aos muito ricos.

Você tem cacife pra isso???
Fonte: AFP - Foto: Cubbie_n_Vegas

sábado, 2 de agosto de 2008

O preço influencia a percepção do vinho???


Pesquisadores do California Institute of Technology e da Stanford Business School fizeram um estudo cujo resultado revelou que quanto mais caro a pessoa acha que o vinho é, melhores são as impressões que tem a respeito dele. "Nós sempre soubemos que o preço influencia percepções de qualidade. Nós estávamos curiosos em saber se esse melhora de percepção é só psciológica ou se o preço pode influenciar o prazer verdadeiro.", diz o pesquisador Baba Shiv.

Para realizar a pesquisa, 20 voluntários provaram pequenas doses de 5 diferentes vinhos, cada um rotulado com um diferente preço para a garrafa. Os participantes tiveram suas atividades cerebrais monitoradas por um sistema de imagem via ressonância magnética, enquanto bebiam o vinho. O que eles não sabiam é que os vinhos rotulados em diferentes garrafas como se custassem 5 e 45 dólares vieram da mesma garrafa (que, na verdade, custa 5 dólares). Outras duas garrafas foram rotuladas como se custassem 10 e 90 dólares (neste caso, ambos vieram de um garrafa que custa 90 dólares). A quinta garrafa foi rotulada com o preço correto: 35 dólares.

Pediu-se aos voluntários que fizessem um ranking dos vinhos baseando-se no prazer que as amostras proporcionaram. O de 5 dólares ficou em último lugar e o de 90, em primeiro. O monitoramento cerebral revelou que há mais atividade na região que regula o prazer quando o vinho era rotulado com maior preço! De acordo com os pesquisadores, o estudo mostra que a rotulagem afeta como o organismo reage a bebidas. "Ao contrário das suposições básicas de economia, diversos estudos trouxeram evidências comportamentais no sentido de que ações de marketing podem, com sucesso, afetar a experiência de prazer, manipulando atributos extrínsecos dos produtos. Por exemplo: o conhecimento dos ingredientes e da marca de uma cerveja pode afetar o relato de qualidade do gosto", revelaram.
Fonte: NaturalNews - Foto: Kay Yuen

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Pesquisa sobre o perfil do consumidor brasileiro de vinhos

Tive conhecimento de uma pesquisa realizada pela Two of Us, via internet, com mil pessoas, sobre o perfil do brasileiro que bebe vinho.

Veja os dados:

Dos consultados, 79% são homens e 21% mulheres. A grande parte dos consumidores encontra-se na região sudeste, seguido pela região sul. Cerca de 40% dos consumidores de vinho encontram-se no estado de SP.
SUDESTE..........................................67%
SUL.................................................17%
NORDESTE.........................................8%
CENTRO-OESTE..................................6%
NORTE...............................................2%

A faixa etária entre 30 e 50 anos representa 60% dos consumidores de vinho. Sendo que a faixa entre 18-29 já consome mais do que entre 50-59 anos.

18 - 29 anos.....................................17%
30 - 39 anos.....................................32%
40 - 49 anos.....................................30%
50 - 59 anos.....................................15%
60 ou mais.........................................6%

Hábito

Boa parte dos consumidores (43%) costuma beber vinho de 2 a 3 vezes por semana. E 16%, uma ou mais vezes ao dia.
Mais de uma vez por dia......................3%
Uma vez por dia...............................13%
4-6 dias por semana.........................13%
2-3 dias por semana.........................43%
1 dia por semana ou menos...............26%
Raramente.........................................2%

Entre aqueles que consomem vinho com maior freqüência, a pesquisa revelou que este público mora nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, e tem idade média de 46 anos. Já os mais jovens costumam beber vinho com menos freqüência do que os de mais idade. 12% dos entrevistados revelaram fazer parte de uma confraria de vinho (grupo de pessoas – confrades - que se reúne para degustar, estudar e comentar diferentes tipos de vinhos).

Preferências

Quanto à preferência por tipo de vinho, os tintos lideram com folga. Depois vem os brancos e espumantes quase juntos, com pequena vantagem para os brancos. Após os rosés e, por último, os licorosos.
Tinto...................................41%
Branco.................................26%
Espumante...........................24%
Rose:....................................6%
Destilado/Licoroso...................3%

Por fim, a pesquisa também revelou um dado curioso. Apesar de toda a fama dos importados, o Brasil foi o mais citado como o país produtor preferido, seguido pelo Chile, França, Argentina e Itália.
Brasil...................................20%
Chile....................................16%
França..................................13%
Argentina..............................12%
Itália....................................11%
Portugal...............................11%
Espanha.................................7%
Austrália.................................3%
África do Sul...........................2%
Alemanha...............................1%
Outros...................................4%

Fonte: Vinho Virtual (www.vinhovirtual.com.br) / Foto: Hans Vink